domingo, 21 de janeiro de 2018

BURITÍ-MA: Homem é morto a facadas após se recusar à entregar moto para assaltantes.

Do Correio Buritiense

Vítima

Um homem conhecido como ADRIANO NUNES CARDOSO, de 35 anos, morador do bairro Alta da Moderação, foi morto na madrugada deste domingo 21, na estrada do povoado Mocambinho, quando voltava de um evento. Ao que tudo indica, Adriano foi mais uma vítima da onda de violência que assola a cidade de Buriti (MA).
Segundo informações preliminares, já próximo da sede municipal, a vítima teria sido surpreendida por quatro elementos exigindo que ele entregasse sua motocicleta. Ele se recusou, reagiu e acabou assassinado com três facadas, uma no rosto, outra na costela e uma terceira pouco abaixo desta. Os meliantes fugiram e levaram moto da vítima.
Faca que teria sido utilizada no crime.
Adriano Cardoso chegou a ser socorrido e deu entrada, às 1h45, no Centro de Saúde Osvaldo Farias - CSOF, de onde, sem suporte para o atendimento, foi transportado para UPA de Coelho Neto. Lá não resistiu ao esfaqueamento e morreu por volta das 4h.  O corpo retornou ao Posto de Buriti e, na manhã de hoje, foi liberado aos familiares.
A morte de mais uma pessoa no município ocorre no momento em que a cidade vive um nível de violência que ultrapassa a proporcionalidade de habitantes, os índices preocupam. Este Correio Buritiense já vem denunciando desde ano passado a passividade das autoridades diante do quadro de violência na cidade.

O delegado Josemar Rocha, titular da DPC de Buriti/MA, que informou que a Polícia Civil já está investigando o caso que se tipifica, criminalmente, como latrocínio (roubo seguido de morte). “A polícia já trabalha com suspeitos, mas como a investigação está apenas no começo ainda há muitas respostas que deverão surgir”,disse ele ao Blog.

O delegado também solicita que as pessoas que tiverem alguma informação que procurem imediatamente a polícia na DPC ou pelos números (98) 3482-1175 e 98300-9694. Os nomes das testemunhas serão mantidos sob sigilo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário